O Manto Sagrado (1953)

Ficha Técnica:
Título Original: The Robe
Gênero: Drama
Tempo de Duração: 133 minutos
Ano de Lançamento (EUA): 1953
Estúdio: 20th Century Fox
Distribuição: 20th Century Fox Film Corporation
Direção: Henry Koster
Roteiro: Albert Maltz e Philip Dunne, baseado em livro de Lloyd C. Douglas
Produção: Frank Ross
Música: Alfred Newman
Fotografia: Leon Shamroy
Desenho de Produção:
Direção de Arte: George W. Davis e Lyle R. Wheeler
Figurino: Emile Santiago
Edição: Barbara McLean

Elenco:
Richard Burton (Marcellus Gallio)
Jean Simmons (Diana)
Victor Mature (Demétrio)
Michael Rennie (Peter)
Jay Robinson (Calígula)
Dean Jagger (Justus)
Torin Thatcher (Senador Gallio)
Richard Boone (Poncius Pilatos)
Betta St. John (Miriam)
Jeff Morrow (Paulus)
Ernest Thesiger (Imperador Tibério)
Dawn Addams (Junia)
Leon Askin (Abidor)
Michael Ansara (Judas)
Cameron Mitchell (Jesus Cristo – voz)

Sinopse:
Nos últimos anos do reinado de Tibério (Ernest Thesiger), quando Roma era a “dona do mundo”, Marcellus Gallio (Richard Burton) é um tribuno que está sempre envolvido com jogos ou mulheres. Além disto tem uma rixa pessoal com Calígula (Jay Robinson), o herdeiro do trono. A situação se complica quando Marcellus oferece, em um leilão de escravos, a absurda quantia de três mil moedas de ouro por Demétrio (Victor Mature), que também estava sendo disputado por Calígula. Ao se ver derrotado por Marcellus, Calígula encara isto como uma afronta pessoal e então manda o tribuno ir servir imediatamente em Jerusalém, na Palestina, considerado o pior lugar do império. Entretanto, devido a motivos políticos, após pouco tempo em Jerusalém o tribuno é chamado de volta por Tibério. Mas, antes de partir, recebe a missão de supervisionar a execução de uma sentença: a crucificação de Jesus Cristo. Finda a tarefa, ele e outros soldados disputam em um jogo de dados próximo à cruz a posse do manto vermelho usado pelo mártir. Marcellus vence mas o manto fica com Demetrius, pois quando Gallio tentou usar o manto algo o afligiu de forma indescritível. Demétrio, que já tinha se tornado um cristão, lhe tirou o manto e disse que jamais o serviria novamente, pois ele tinha crucificado seu mestre. Em seu retorno Gallio fala frases sem sentido, como se algo muito forte o atormentasse. Já em Capri, onde estava o imperador e Diana (Jean Simmons), que Gallio ama e é correspondido, alguns membros da corte e o próprio Tibério, vendo que Gallio se portava de modo estranho, ouvem por horas o que aconteceu com o tribuno em Jerusalém. Tibério acha que o tribuno pode ter perdido a razão, mas quando Gallio atribui que a aflição que sente só aconteceu após se cobrir com o manto de Jesus, então o adivinho da corte conclui que o manto estava enfeitiçado e precisa ser destruído. Isto parece lógico tanto para Tibério como para Marcellus, então o tribuno irá retornar à Palestina para destruir o manto e descobrir os nomes dos cristãos, mas esta viagem irá afetar profundamente sua vida.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: